Acrópole de Atenas

Índice

Deixámos o prazer de subir à Acrópole para o fim, como uma cereja no topo do bolo. A entrada para esta cidade antiga estava quase ao virar da esquina para nós. A única coisa que nos impediu de lá ir logo após a nossa chegada a Atenas foi o facto de querermos esperar por um dia com muito sol.

Estávamos bem preparados com conhecimentos sobre o Partenon, depois de termos visto um documentário da BBC sobre as curiosidades deste local, bem como a história da sua renovação, que remonta a 1975 (os locais de construção ainda lá estão).

Para o topo da Acrópole

Uma vista panorâmica da Acrópole de Atenas com o Templo do Partenon.
Acrópole em Atenas

Imagine um lugar onde vê todos os símbolos dos tempos antigos num só lugar, um tempo sobre o qual só podia ler nos livros de história. Lá estavam eles: o Teatro de Dionísio, o Partenon, o Templo de Atena Nike, o Erecteion e o Odeon de Herodes Atticus, que era um dos mais belos palcos de teatro que já vi. A muralha antiga constituía um cenário deslumbrante para o teatro, hoje utilizado para exibir vários espectáculos.

Se alguma vez planear estar na Acrópole, aqui fica um conselho – não vá logo ao topo, passeie primeiro. Quisemos experimentar o prazer que este lugar tem para oferecer, pouco a pouco, vendo primeiro o panorama da cidade. As vistas são simplesmente deslumbrantes – é possível ver a arquitetura moderna meticulosamente planeada a ser imposta por templos antigos. No topo, via-se claramente a colina de Lycabettus, que parece crescer a partir do interior da cidade, parecendo um vulcão eternamente verde.

Vista do Templo de Hefesto a partir da colina da Acrópole em Atenas
Vista da Acrópole sobre o Templo de Hefesto

Conselho do Nico: se quiser tirar fotografias lá, leve todas as objectivas que tiver. Ficou contente por ter tudo, desde 14 a 200 mm, e até desejou ter uma objetiva de 400 mm.

As vistas da Acrópole foram acompanhadas pela música grega tocada algures por artistas de rua. Estivemos lá em janeiro, o sol estava a brilhar, a temperatura estava agradavelmente quente e o local não estava tão cheio como pensávamos. Se estiver a nevar, a chover ou simplesmente a fazer frio durante o inverno no local onde vive, recomendamos que visite os incríveis artefactos culturais que Atenas e a Acrópole têm para oferecer.

Partenon

O centro das nossas atenções na Acrópole era o Partenon, e chegámos a ele no final do nosso passeio. O Partenon era originalmente um templo de Atena, a padroeira da cidade e a deusa grega do conhecimento, das artes manuais e da “guerra justa”. É impressionante quando se pensa que há quase 2500 anos atrás, as pessoas já tinham o conhecimento de como erguer algo tão perfeito e duradouro sem sequer ter cimento.

Vista panorâmica pitoresca da zona de Monastiraki, em Atenas, captada ao fim da tarde.
Vista da Acrópole

O Partenon foi construído no séculoV a.C. Primeiro, foi um templo, depois um edifício do tesouro e, mais tarde, uma igreja cristã. Durante a conquista otomana, foi mesmo uma mesquita e, mais tarde, no séculoXVII, um armazém de pólvora. É de certa forma irónico pensar como este edifício pode ser utilizado para muitos fins, por vezes tão diferentes. E agora, neste contexto, pensar que o nome original vem da palavra grega que significa “apartamento de mulher solteira”.

O que achámos interessante no Pártenon foi também a série de ilusões de ótica que deveriam fazer com que o templo parecesse mais forte e visualmente perfeito. Por exemplo, o truque para tornar as colunas dóricas curvas, de modo a que todo o edifício pareça direito, ou o facto de as colunas exteriores serem mais largas para que se tenha a impressão da força do edifício. Infelizmente, o edifício ainda não foi restaurado na sua totalidade, pelo que foi difícil capturá-lo sem locais de construção.

No entanto, como já foi dito, estes truques ópticos mostram a mestria dos arquitectos antigos e ainda hoje surpreendem milhares de turistas. Existem muitos estudos sobre a história e os segredos do Pártenon. Algo que achámos especialmente interessante foi o documentário da National Geographic: https://www.youtube.com/watch?v=c1r2CCgQGSE

Odeão de Herodes Ático na colina da Acrópole, em Atenas
Odeão de Herodes Ático na colina da Acrópole, em Atenas

O que significa Acrópole

Poder-se-ia dizer que é possível encontrar ruínas antigas em toda a Europa. Poder-se-ia mesmo dizer que a arquitetura antiga é apenas pedras impressionantes. No entanto, há uma ideia que a Acrópole defende – a democracia. Poder-se-ia mesmo dizer que este é o lugar onde a democracia moderna e a cultura ocidental começaram. Como grandes fãs da União Europeia, tínhamos de visitar este local como o primeiro local do ano em que fotografámos capitais da UE, e ficámos satisfeitos com esta experiência.

Picture of Daria Trinkhaus

Daria Trinkhaus

Daria Trinkhaus is a writer, who loves to discover the hidden stories behind each and every place she visits.
Ópera Estatal de Viena - Fotografia nocturna, Áustria.

Viena

Não há outro lugar onde as formas barrocas voluptuosas se entrelaçam com a lógica das

Ler mais "

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *